Museu do Índio Portal Brasil CGU - Acesso à Informação
Trocar cores de fundo Fundo branco Fundo cinza Fundo marrom Fundo vermelho Fundo amarelo Fundo verde

rikbaktsa-cult2.jpg
Página Inicial > No Brasil

A Documentação Linguística no Brasil

No Brasil, o Projeto de Documentação de Línguas e Culturas Indígenas é a primeira iniciativa pública e governamental desta natureza, um programa adequado à realidade do País e dos povos indígenas que nele vivem.

Entendemos que a Documentação deve considerar a participação real das comunidades e dos falantes como componente indispensável do trabalho. Já existem Acordos bilíngues firmados entre a FUNAI/Museu do Índio e organizações indígenas no Brasil para fins de documentação de suas tradições orais e manifestações culturais.

Outras iniciativas estão começando:

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional-IPHAN, órgão do Ministério da Cultura-Minc, criou o Grupo de Trabalho da Diversidade Linguística do Brasil (GTDL), cujo Relatório de atividades pode ser acessado.

Ver também o Edital do Inventário Nacional da Diversidade Lingüística e Mapeamento Documental do Patrimônio Imaterial, no. 003/2008. A metodologia adotada se inspira amplamente nos princípios e procedimentos da documentação linguística.

O Conselho do Fundo Gestor de Direitos Difusos (CFDD) do Ministério da Justiça (MJ) acolheu a possibilidade de financiamento de projetos voltados para a documentação de línguas minoritária, em consonâncias com as diretrizes do IPHAN, em seu edital anual.

 

Drude, Gabas JR, Galucio 2007. Avanços da documentação sobre línguas indígenas no Brasil

 

Moore, Galucio e Gabas Jr. O Desafio de Documentar e Preservar as Línguas Amazônicas

 

Produtos

Todos os materiais permanecerão em instituições brasileiras, sendo que cópias serão entregues, em formato adequado e acessível, às comunidades envolvidas. O Museu do Índio será o centro de coordenação e de apoio do Programa, além do local de depósito e arquivamento dos materiais documentais produzidos por cada subprojeto.

  • Arquivos digitais multimídia contendo ‘sessões’ gravadas, transcritas e traduzidas

  • Anuência informada documentada

  • Gramática descritiva básica

  • Base de dados lexicais (dicionário)

  • Levantamento e diagnóstico sociolinguísticos

  • Publicações (materiais didáticos, paradidáticos e de pesquisa)

  • Mini-sites

    publicacoes textos indigenas pesq indig
  • Parceria 

    O Museu do Índio, da Fundação Nacional do Índio – FUNAI, em parceria com a UNESCO–Brasil e com a Fundação Banco do Brasil, registra o conhecimento produzido pelos povos indígenas no Brasil, de natureza material e imaterial, preservando e disponibilizando os acervos sob a sua guarda. Entre as atividades desenvolvidas pela instituição, destaca-se o Programa de Documentação de Línguas e Culturas Indígenas- PROGDOC realizado com a participação das comunidades indígenas.

    Leia: Projeto de Cooperação Técnica Internacional Documentação de Línguas e Culturas Indígenas Brasileiras

    Unesco

    Aportar recursos para a execução de várias etapas do Programa de Documentação de Línguas e Culturas Indígenas realizado pelo Museu do Índio.

    » Saiba mais

    Fundação Banco do Brasil

    Prestar apoio financeiro para viabilizar ações do Programa de Documentação de Línguas e Culturas Indígenas realizado pelo Museu do Índio.

    » Saiba mais

    Sociedade Amigos do Museu do Índio

    A SAMI - Sociedade de Amigos do Museu do Índio - é uma entidade sem fins lucrativos que tem por objetivo manter uma articulação entre o Museu do Índio e a sociedade civil. Para tal, desenvolve projetos de divulgação das culturas indígenas brasileiras.

    » Saiba mais

    © Direitos reservados Museu do Índio - FUNAI